Edicao HTML

"É preciso ter caos e frenesi dentro de si para dar à luz uma estrela dançante..." Nietzsche

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Entendendo sobre Hérnia de Disco suas consequencias e tratamentos.



A hérnia de disco é uma condição na qual ocorre uma ruptura da porção mais periférica do disco intervertebral (ânulo fibroso) e a saída do conteúdo gelatinoso para fora do espaço discal (núcleo pulposo)






A hérnia de disco pode ocorrer em qualquer idade e sexo, sendo muito rara em crianças.
Existem 2 tipos de manifestações dolorosas causadas pela hérnia de disco: a lombalgia (dor nas costas) e a ciatalgia (dor no ciático). A diferença entre as 2 manifestações encontra-se na presença ou não de compressão de alguma estrutura nervosa pela hérnia. Quando não há nenhuma compressão, existe somente a lombalgia. Quando a hérnia comprime algum nervo, ocorre uma sensação dolorosa em todo o trajeto desse nervo. Como a maioria dos nervos da coluna lombar irá se juntar para formar o nervo ciático, essa dor é conhecida como “ciatalgia”. A dor geralmente tem início na coluna lombar ou no quadril, descendo por toda a perna, podendo ou não haver dor no pé.
O diagnóstico da hérnia de disco é feito pelo exame clínico do médico, associado a um exame de imagem, que pode ser a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética. A ressonância é o exame que fornece mais informações, sendo o melhor para o diagnóstico da hérnia de disco.
Com o auxílio desses exames, é possível avaliara a localização há hérnia, como o nível da coluna acometido (L4-L5, por exemplo), o lado (direito ou esquerdo) e se há algum tipo de compressão em algum nervo.






A partir do diagnóstico, é feito um planejamento de tratamento, que depende de vários fatores, como a idade do paciente, tipo de trabalho, localização da hérnia e presença de compressão nervosa.
Tratamento: existem diversas opções no tratamento da hérnia de disco. Quando há somente a lombalgia, sem compressão nervosa, o tratamento é realizado com medicações e métodos físicos, como a fisioterapia, RPG, iso-stretching. A acupuntura apresenta bons resultados, sendo indicada principalmente nos casos de longa evolução. A realização de atividade física aeróbica deve ser recomendada. Algumas medidas comportamentais são orientadas, como evitar a má postura no trabalho, sono adequado, atuar na obesidade, etc...
Quando existe a ciatalgia, o tratamento é diferente. O objetivo torna-se diminuir a compressão da estrutura nervosa para que ocorra a diminuição da dor. Os corticóides orais e injetáveis tem ação importante, sendo utilizado com frequência. Deve-se ter cuidado com seu uso em diabéticos, principalmente os que fazem uso de insulina. Fisioterapia pode ser associada nesse momento, principalmente para analgesia e para evitar contraturas musculares dos membros inferiores.
Uma opção para o tratamento da hérnia de disco são as INFILTRAÇÕES. Além da melhora do quadro de dor, têm a grande vantagem de serem muito pouco invasivas, podendo evitar a necessidade de cirurgia. As INFILTRAÇÕES são feitas em ambiente hospitalar, apenas com sedação, sem necessidade de internação ou anestesia geral.

Quando a dor e a compressão nervosa não melhoram com o tratamento conservador, está indicado o tratamento cirúrgico. Outra possível indicação para esse tratamento é a perda de força muscular dos pés ou perna.
A cirurgia para hérnia de disco vai depender da presença ou não da compressão nervosa e dor ciática.



Descompressão


A cirurgia de descompressão pode ser realizada na coluna lombar e na coluna cervical, sendo muito mais frequente na lombar. Tem como objetivo liberar a medula ou nervos de uma suposta compressão, que pode ser causada pelo disco (hérnia de disco), osso (bico de papagaio), ligamento ou outras estruturas.

Essa cirurgia é na maioria das vezes realizadas em pacientes mais idosos. Isso é devido ao fato de que essas compressões geralmente são devidas à alterações degenerativas da coluna, que aparecem com o avançar da idade, como a artrose. Devido à idade avançada desses pacientes, uma avaliação com exames de sangue e uma avaliação cardiológica completa são sempre necessárias.

A cirurgia é realizada por via posterior, isso é, por trás. É realizada uma remoção de uma certa quantidade de osso, ligamentos e qualquer outra estrutura que esteja comprimindo a medula ou nervo da coluna. Após essa cirurgia, a medula e nervos ficam livres de qualquer compressão, diminuindo a dor, aumentando a capacidade de caminhar e melhorando a qualidade de vida do paciente.

Muitas vezes essa cirurgia é acompanhada da artrodese. O objetivo de realizar esses dois procedimentos juntos é evitar que a compressão volte a acontecer novamente após a cirurgia. A necessidade de ser realizada a artrodese é avaliada a cada caso, dependendo dos achados no raio-x e na ressonância magnética.

Após a cirurgia, o paciente já pode ficar em pé no dia seguinte, podendo ir ao banheiro normalmente. Geralmente o período de internação é de 4 a 5 dias, dependendo do caso.  A dor geralmente não é intensa, sendo controlada com medicações na veia no hospital e depois via oral em casa.


Artrodese


O procedimento de artrodese consiste na fusão óssea intencional de uma articulação. Isso significa que após a cirurgia não háverá mais mobilidade nesta articulação depois que a fusão ocorra.
A artrodese pode ser realizada em qualquer atriculação do corpo. Na coluna vertebral, pode ser realizada na coluna cervical, torácica, lombar e lombo-sacra.
As principais indicações da artrodese são a instabilidade de segmentos da coluna, fraturas e em situações em que há necessidade de remoção de todo o disco interbertebral (como na hénia de disco cervical).
Para a realização da artrodese, é realizada a decorticação, que consiste na retirada de “lascas” de osso e a colocaçãode enxerto de osso, que pode ser obtido da própria coluna ou do osso ilíaco, locaizado na bacia.
A artodese pode necessitar de uma fixação da articulação para que seja bem sucedida. Na coluna lombar essa fixação é feita com parafusos, chamados de parafusos pediculares (muitas vezes chamados de “pinos”). Na coluna cervical a fixação pode ser feita com placa a parafusos quando a cirurgia é por via anterior (pela frente) ou por parafusos e barras quando feita por via posterior (por trás).








Após a cirurgia, geralmente a fusão ocorre após 3 meses. Durante esse período o paciente necessita de um repouso relativo, mas podendo caminhar. O uso de colete muitas vezes é recomendado, porém não é obrigatório.

Uma precupação frequente dos pacientes é a possível dor causada pela presença dos parafusos após a cirurgia. Como os parafusos ficam quase inteiramente dentro da vértebra, isso raramene acontece. A retirada dos parafusos ou placas não é necessária na mairoria dos pacientes.


Raio X apos uma artrodese com 6 parafusos.


Obs.: No meu caso (artrodese lombar), foram 8 parafusos desses ai.


PREVENÇÃO

Existem metodos para evitar problemas de coluna, muito simples. O problema é força de vontade de cada pessoa. Basta diariamente fazer alongamentos, apenas. A "Serie de flexão de William" por exemplo, é muito conhecida no mundo da fisioterapia. O que ninguem sabe, é que esta serie ajuda tambem a "prevenir" contra qualquer possivel problema de coluna. Basta dedicar meia hora pela manha.
Abaixo um link que mostra detalhadamente as posições:


http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/william.htm


Mas ATENÇÃO!
Antes de qualquer coisa, se certifique que esta tudo bem passando por uma consulta ao ortopedista e depois consulte seu fisioterapeuta, pois é ele quem ira orientar sobre o tipo ou sequencia de exercicios adequados para cada caso.

'

15 comentários:

Mary.Jane disse...

Muito boa esta materia, explica muito bem o que é, sintomas,tratamentos etc...
Gostei...mais da medo...rsrsrs

Anônimo disse...

Bom dia!Gostei muito da matéria e gostaria de saber como você se sentiu após a cirurgia. Meu pai,fez uma cirurgia ontem e neste momento está na UTI. Vc ficou qto tempo na UTI?Sentiu mtuitas dores? Caminhou em qto tempo?? Gostaria de uma resposta urgênte.

Att:Tati ( meu e-mail é tatianacalmondasilva@hotmail.com)

Anônimo disse...

olá meu nome é terezinha tenho 47 anos.adorei a matéria,eu fiz uma cirurgia de coluna,eu tinha uma hernia e um afastamento grande,foi colocado 6 parafusos, me sinto muito bem mais preciso emagrecer e não sei qual exercicio eu posso praticar.se alguem puder me ajudar ficarei muito agradecida.muito obrigada.

LDCOVAUX disse...

Ola Terezinha. Eu melhorei confiando na Fisioterapia. Consulte um fisioterapeuta que esta ira orienta-la quanto a RPG, exercicios e varias outras atividades que inclusive ajudam a queimar calorias. Boa sorte!

Anônimo disse...

Ola amigo meu nome é denis fiz a artrodese com 4 parafusos na lombar l4l5 e ainda sinto terriveis dores e nada me ajuda fisio rpg ja fazem 6 mese de operado e fiz uma tomo 3d mais nela diz que esta tudo certo e o medico diz\ que correu tudo bem e esta tudo certo na tomo pode entrar em contato comigo email denisjibam@hotmail.com

LDCOVAUX disse...

Na verdade apesar de fazer mais de um ano, ainda sinto muitas dores. Atualmente faco um tratamento a base de corticoides com o próprio medico que fez a cirurgia. Tem época que a dor passa um pouco, mas logo volta. Infelizmente!

Anônimo disse...

Fiz artrodese lombo sacral a 44 dias, possivelmente vou ser liberada para fisioterapia com 60 dias. Nunca senti nada na coluna, tudo se iniciou no dia 15 de fevereiro com uma dor lombar e no dia 24 de fevereiro tive que ser internada com grande comprometimento da perna esquerda. É comum este tipo de caso sem antecendes de dor. Meu email para resposta é luciliadamilla@uol.com.br

LDCOVAUX disse...

Boa noite Lucilia tudo bem?

Eu não sei te responder se é comum isso, eu particularmente fiquei uns 5 anos sentindo dores na região lombar ate operar, claro que não eram fortes no começo. A principio todo medico que eu ia me dizia que era problema de nervo ciático que passava com uma injeção e foi aumentando gradativamente com o passar dos anos ate um dia eu perder a força na perna direita e cair na rua, fora as dores insuportáveis.
Quando ocorreu este incidente finalmente passei numa consulta com um especialista e descobri que era hernia de disco na L4 (perna direita) e que tinha que operar urgente alem de ja estarem comprometidas as L3 e L5. Enfim, passei por todo esse processo de dor na coluna antes, no seu caso pelo que você mencionou foi estranho, que bom que não teve tanta dor…. menos mal… afinal todo mundo que conheço que operou passou por algum processo de dor antes.

Bom, desejo uma ótima recuperação, siga corretamente o que o fisioterapeuta lhe passar que da tudo certo, eu já estou legal tenho uma vida normal, meio regrada, sem pegar muito peso, mas normal, faço de tudo. Tem alguns alongamentos matinais que é bom fazer pra não enferrujar (rs) que não tem erro!

Boa sorte!

Jorge disse...

Olá como vai, excelente blog, Queria te perguntar uma coisa, tenho que fazer uma artrodese postero-lateral com 8 parafusos e me disserão que eu vou ficar limitado de movimentos, serãos L3-L4, L4-L5 e L5-S1, gostaria de saber se o pós-operatorio e tranquilo e se eu vou ficar se conseguir calçar um sapato por exemplo. Agradecido.

LDCOVAUX disse...

Ola Jorge.
Dependendo dos movimentos existe uma certa limitacao sim. Mas nao me sinto limitado. Voce precisa tomar certos cuidados. Principalmente com impactos e mais ainda apos a cirurgia. Com o passar do tempo, seguindo as recomendacoes medicas do seu ortopedista e fisioterapeuta, fazendo fisioterapia, RPG, etc, tranquilo. Em 4 meses eu ja estava indo pro trabalho. Claro q no comeco vc nao vai sair andando depressa, carregando peso, etc. Mas hoje apos quase 3 anos, tenho uma vida normal. E so nao volto pra academia por falta de tempo. Logico q nao poderei mais correr na esteira ou fazer alguns exercicios mais parrudos...mas posso fazer natacao. Carrego uma mochila com notebook, cadernos, etc, com aproximadamente 15Kg diariamente, mas sempre com as duas alcas no ombro, qdo em conducao deixo-a no chao, e ao levantar ou baixar peso mantenho uma postura correta, dobro os joelhos, etc. Quanto amarrar calcado....a unica coisa q me atrapalha as vezes é a barriga de shopp rsrsrs de resto tranquilo.
Enfim....boa sorte na sua artrodese e pensamento positivo q com certeza vai dar certo!

Jorge disse...

Obrigado, já me ajudou muito, pois nada como uma experiencia bem suscedida para me dar coragem de fazer esse procedimento. Deus o abençõe.

raimundo marceno ramos da silva ramos disse...

OLÁ,FIZ ESSA CIRURGIA JÁ FAZ UM ANO E MEIO FOI POSTO 6 PARAFUSOS MAIS INFESLIMENTE NÃO DEU CERTO FOI ATINGIDO OS NERVOS DAS PERNAS E TODOS OS SANTOS DIAS SINTO DORES E FRAQUEZA NAS PERNAS E NOS PÉS.

Anônimo disse...

Realizei artrodese L4-L5-S1.com placa e 6 pinos em 21 de maio. A cirurgia foi tranquila, mas ainda tenho dores. O médico explicou q tenho q fortalecer minha musculatura e o q tem me ajudado mto são as sessões de Pilates e repouso algumas vezes. Preciso lembrar a mim mesma certos cuidados, como os já citados .Tentei de tudo antes da cirurgia, medicações, acupuntura, fisio...menos Pilates.Agora é torcer prá q eu tenha tomado a decisão certa !

LDCOVAUX disse...

Ola Raimundo. Sera mesmo q a sua cirurgia foi bem sucedida? Pois o proposito da artrodese (quando se coloca parafusos) é manter as vértebras fora do contato com os nervos....
Faca uma reavaliacao com outro especialista.
Boa Sorte!

LDCOVAUX disse...

" Anonimo" ja faz uns 3 anos que fiz a artrodese com 8 parafusos, e afirmo que a fisioterapia fortalece sim a musculatura. Pilates nunca fiz, mas pretendo um dia praticar pois e bastante recomendado. Outra coisa que e bom fazer sempre é acupuntura. Eu as vezes sinto dores, mas por conta do peso que andei ganhando devido a vida sedentaria..mas no comeco, apos a cirurgia, nao da pra ficar parado nao....senao voce trava mesmo. Continue se cobrando desses cuidados no comeco que tudo dara certo....vida normal! Boa sorte!

Postar um comentário